MENSAGEM GOSPEL - O TAMANHO DE NOSSO AMOR  

Notícias Gospel

O TAMANHO DE NOSSO AMOR  

Publicado em 14 de Abril de 2019 | Colunista: Pr. Eraldo Lopes


O Tamanho de Nosso Amor

 

 

"Perdoados lhe são os pecados, que são  muitos;  porque  ela

muito amou..." (Lucas 7:47)

 

Se fôssemos comparar os pecados da mulher com os de Simão,

usando a figura de  denários,  diríamos  que  ela  devia  os

quinhentos denários e ele os cinquenta. É assim o pensamento

humano que vê apenas o exterior. Indubitavelmente, a  mulher

já conhecia Jesus, tinha  ouvido  os  seus  ensinamentos  em

algum lugar, havia assistido a algum milagre e  tinha  crido

nele. Para ela, Jesus era um profeta; para o fariseu, não! É

bem provável que ela tenha seguido Jesus até á casa de Simão

já preparada para fazer a sua penitência; por isso levou  um

vaso de alabastro de bálsamo. Ela tinha consciência de  seus

muitos  pecados;  não  procurou  desculpar-se  deles;    nem

tampouco apontar o dedo para os seus cúmplices. Assumiu toda

a  responsabilidade!  Jesus  viu  diante  dele  um   coração

quebrantado, uma alma aflita que humildemente coloca-se  aos

seus pés implorando misericórdia. Era um quadro pungente  de

amor não fingido: uma pecadora à procura de perdão.

 

O  Mestre  sempre  perdoa  quem  se   mostra    sinceramente

arrependido. Ele conhece quem merece o seu perdão. O fariseu

foi repreendido porque não mostrou nenhum ato de  humildade,

de reconhecimento de suas necessidades, e  nenhum  gesto  de

amor. Jesus chamou-lhe a atenção para a  falta  de  cortesia

que todo judeu praticava ao receber um hóspede em sua  casa.

Ele não providenciou água para os pés; não lhe deu  o  beijo

de saudação; não ungiu a sua cabeça com  óleo.  Ele  era  um

orgulhoso, um que se considerava superior a outros, que  não

necessitava solicitar perdão por seus pecados.

 

É comovente ouvir o testemunho de alguém que é muito grato a

Deus porque reconhece que era um terrível pecador  antes  de

ser atingido pela graça divina. Ele sente o amor de  Deus  e

retribui com o seu amor devotado a Cristo e à sua causa.

 

De que tamanho é o nosso amor? Assemelha-se ao do fariseu

ou ao da mulher pecadora?