MENSAGEM GOSPEL -    APRENDENDO A ORAR  

Notícias Gospel

   APRENDENDO A ORAR  

Publicado em 08 de Dezembro de 2019 | Colunista: Pr. Eraldo Lopes


   Aprendendo a Orar

 

 

"Tu, quando orares..." (Mateus 6:6)

 

Jesus contrasta as orações dos discípulos com as dos escribas

e fariseus--que Ele chama de hipócritas.

 

Notemos que Jesus começa dizendo: "Tu, quando orares..." Ele

não  disse  que  os  discípulos  e  a  multidão   precisavam

dedicar-se à oração nem que tivessem a opção de orar ou não.

É como  se  dissesse  "Tu  quando  comeres..."  Orar  e  ter

comunhão com Deus é  tão  natural  para  o  cristão  como  é

natural satisfazer o apetite. A  partir  da  sua  conversão, quando

pede perdão a Deus, o cristão começa a  sua  vida  de oração.

Um cristão que não ora, assemelha-se a um  ser  vivo que não

respira--não existe!

 

Mais tarde, no seu ministério, Jesus  é  abordado  por  seus

discípulos com o pedido que os ensinasse a orar,  como  João

ensinava os seus seguidores. Isto denota  um  desejo  sempre

presente de crescer na escola da oração. Não é que eles  não

tinham a prática da oração, porém, sentiam a necessidade  de

orar com mais eficácia e mais poder.

 

Todos nós reconhecemos as nossas limitações na  vida  íntima

com Deus. Quem entre nós  não  tenha  chegado  a  uma  crise

espiritual em  que  a  alma  clamasse  com  muita  angústia:

"Ensina-me a orar, Senhor!" Esse clamor confessa a  tristeza da

alma que, depois de tantas súplicas e de  muito  esperar,

encontra-se ainda desesperada e aflita. "Por que tanto silêncio

dos céus? Deus não é surdo! Ele ouve e responde! Será que não

sei orar? A ineficácia de minhas súplicas é  de minha própria

culpa? Ensina-me, ó Pai, a orar!"

 

Nas meditações a seguir, queremos aprender com o Mestre mais

sobre a oração. Ele quer nos ensinar, porque deseja a comunhão

conosco. Que as suas palavras penetrem bem no fundo da nossa

alma, é o que almejamos.