MENSAGEM GOSPEL - “É COMO A CHUVA QUE LAVA, É COMO O FOGO QUE ABRASA. A PALAVRA DE DEUS É ASSIM, NÃO PASSA POR MIM SEM

DINÂMICAS

“É COMO A CHUVA QUE LAVA, É COMO O FOGO QUE ABRASA. A PALAVRA DE DEUS É ASSIM, NÃO PASSA POR MIM SEM

Publicado em 23 de Março de 2019 | Fonte: Dinamicas


“É como a chuva que lava, é como o fogo que abrasa. A Palavra de Deus é assim, não passa por mim sem deixar seu sinal”... Assim diz a música, assim dizemos nós, mas assim também diz o próprio Deus: “Assim como a 

“É como a chuva que lava, é como o fogo que abrasa. A Palavra de Deus é assim, não passa por mim sem deixar seu sinal”... Assim diz a música, assim dizemos nós, mas assim também diz o próprio Deus: “Assim como a chuva e a neve, que caem do céu e para lá não voltam sem antes molhar a terra, tornando-a fecunda e fazendo-a germinar, produzir semente e alimento, assim acontece com a Minha Palavra, ela não volta para mim sem ter realizado o que Eu quero e sem ter cumprido com sucesso a missão para a qual Eu a enviei”.(Is.55,10-22)

Assim, por estarmos no mês da Bíblia e plenos dessa Palavra que, cremos, orienta a nossa vida, propomos a técnica do exercício da própria Palavra para assinalarmos nela e com ela a vida nossa de cada dia, na família, no trabalho, na comunidade com a presença contínua de Deus que conosco caminha.

Adequada para grupos de perseverança, jovens e adolescentes, é indicada também para casais. Sugerimos, no entanto, que seja uma reflexão individual para tornar possível a cada um esse encontro pessoal com a Palavra, fundamental para as descobertas próprias desse momento profundo, único e especial.

Objetivo: refletir a Palavra de Deus tal como ela é, Palavra de vida para a vida:

- motivando-os a perceber a Vida contida na Palavra orientando nosso caminhar;

- possibilitando pelo exercício a proximidade afetiva e terna de cada um com a pessoa de Jesus;

- facilitando, pelo recurso da estratégia final, uma troca marcante entre os participantes, como partilha do “sinal”, da mensagem acolhida através da Palavra de Deus;

- proporcionando a familiaridade com a Palavra assim como o interesse pela leitura da Bíblia e a prática de Jesus.

Tempo: 70’

Material: para cada participante: meia folha de papel sulfite com a indicação bíblica impressa (sugestões de textos em anexo), lápis ou caneta, Bíblia própria. Para o grupo: Musica instrumental suave em volume baixo (opcional).

Estratégia: 1ª etapa: 05’: Orientar

Convidá-los à atividade, explicar: “cada um irá receber um texto bíblico para refletir. Leiam e releiam quantas vezes desejarem. Busquem situar-se naquele contexto, como se estivessem ouvindo “in loco” aquelas palavras, diretamente da pessoa que, na Bíblia, as profere. Aprofunde-as bem em seus corações. Fechem os olhos e sintam a mensagem de vida que a Palavra de Deus lhes trouxe. Em seguida, utilizando essa folha escrevam nela o que desejarem.”

- propor que trabalhem silenciosamente e de maneira individual. Que solicitem ajuda ao dirigente, se necessário;

- lembrar que, às vezes, para auxiliar no entendimento do texto e do contexto é interessante ler as anotações do rodapé referentes à Palavra lida;

- distribuir o material e solicitar que se acomodem pela sala de maneira a manter a privacidade de cada um;

- Comunicar o tempo disponível: 25’. Quem terminar antes deve permanecer em silêncio e aguardar novas instruções.

Deixá-los à vontade. Participar também e estar atento para qualquer necessidade.

2ª etapa: 25’: Reflexão pessoal

Acompanhar de maneira discreta.

Comunicar o término do tempo. Pedir que retornem ao círculo.

3ª etapa: 15’: Partilhar

Convidá-los a partilhar a experiência com o grupo. Deixar que se manifestem à vontade, motivar, se necessário com algumas questões: como foi? Como se sentiram? O que mais os tocou?

4ª etapa: 25’: Compartilhar

Hoje vamos utilizar a palavra “Partilhar com o sentido de apenas dividir. Dividir o que somos e possuímos sem escolhas ou expectativas, partimos, repartimos naturalmente e pronto.

Da mesma maneira, hoje vamos utilizar a palavra Compartilhar com o sentido de troca, mas uma troca que gera cumplicidade. A gente não divide, a gente doa e se doa, mas também acolhe e recolhe o doar-se do outro por inteiro. Em geral, tudo que nos agrada, nos toca, nos faz felizes, nos leva ao desejo de compartilhar para que o outro também seja feliz. É isso que vamos fazer agora: Compartilhar o que vivenciamos.

Orientar: escolham a pessoa com quem desejam compartilhar seu texto, suas impressões, manifestem o porquê de sua escolha e troquem suas anotações - entreguem a sua e recebam a do outro. Se acaso os escolhidos desejarem também fazer sua escolha, devem utilizar o que receberam. Se porventura forem novamente escolhidos por outros, mais uma vez, devem efetuar a troca. E ao final guardem como lembrança a Palavra que lhes sobrou em mãos, talvez, seja essa a Palavra que Deus queria, realmente, lhes oferecer.

Iniciar como exemplo e solicitar que prossigam.

Ao final, concluir: “assim fizemos porque a Palavra de Deus nos propõe sairmos de nós mesmos para “compartilharmos” a vida, as graças recebidas, os dons e, sobretudo irmos ao encontro do outro para o acolhermos no todo do seu ser. A Palavra não pode se deter em nós, é para ser partilhada, compartilhada, para cumprir seu papel”.

Encerrar valendo-se das palavras da introdução, do objetivo e da maneira que o Espírito Santo vier a iluminar.

Material: Sugestão de textos

Ao dirigente:

Escrever ou imprimir o texto indicado em meia folha de papel sulfite, para ser entregue a cada participante.

Para facilitar o entendimento do contexto selecionamos os textos abaixo, na maioria por capítulos inteiros, porém, fica a critério de cada dirigente utilizar o que julgar conveniente. O essencial não é o conhecimento da Palavra, mas o convite à interiorização que leva ao encontro e à vivência da vontade de Deus que a profere.  

Gn. 2,1-25          Dt. 30,1-20          Sl. 119 (118),1-48          Lc. 5,1-39          Mt. 5,1-48

Mt.6,1-34           Mt. 7,1-29           Jo. 14,1-31                    Jo.15,1-27          Mc. 4,1-41

Hb. 11,1-40        Hb. 12,1-29         Lc. 10, 1-42                   Jo. 4,1-54          At. 1,1-26

Ef. 5,1-33           Ef. 6,1-24            ICor. 13,1-13                 Sb. 7,1-30         Lc. 12,1-59

Jo. 17,1-26         Jo. 20,1-31          Tg. 1, 1-27                     Mt. 18,1-35       Lc. 11,1-54

Mt. 10,1-42        Mt. 15,1-39         Jo. 17,1-26                     Lc. 22,1-46        Lc. 24,1-53

É interessante solicitar, com antecedência, que os participantes tragam suas respectivas Bíblias.

Técnica de Dinâmica aplicada em reunião de grupo de casais – Rosabel De Chiaro