MENSAGEM GOSPEL - COMO É AFETADA A SAÚDE DURANTE A GRAVIDEZ

Espaço Saúde

COMO É AFETADA A SAÚDE DURANTE A GRAVIDEZ

Publicado em 21 de Fevereiro de 2018 | Fonte: DICAS DE SAUDE


Como é Afetada a Saúde Durante a Gravidez

 

Durante a gravidez, o corpo passa por muitas mudanças esperadas, como aumento do tamanho dos seios que se preparam para a lactação, seu abdômen cresce, ganho de peso, etc. Como outros órgãos sua vagina passa por muitas mudanças, também. É importante entender como a gravidez afeta a saúde vaginal, inclusive depois do parto.

A vagina é um órgão do aparelho reprodutor feminino, órgão da cópula, é uma cavidade virtual que coloca em comunicação o útero com a vulva, revestida de uma membrana mucosa que mantêm a umidade e a acidez, protegendo-a diante de possíveis infecções, este epitélio vaginal pode reagir às alterações hormonais que se produzem na mulher.

A vagina está protegida desde o nascimento pelo hímen, uma fina membrana que apresenta algumas perfurações para facilitar a saída do fluxo menstrual.

 

 

Funções Da Vagina

  • Permite a comunicação do útero com o exterior para a saída do fluxo menstrual.
  • Constitui o denominado canal do parto, pelo qual sai o feto.
  • É o órgão de copulação que permite manter relações sexuais.
  • Com sua acidez permite a seleção natural dos espermatozoides para a fecundação.

Leia também: “Como Tratar Uma Infecção Vaginal de Forma Natural?“.

Como é Afetada a Saúde Durante a Gravidez

 

Como Sua Saúde É Afetada Durante A Gravidez

Se você sabe o que é normal para a sua vagina e saúde durante a gravidez, terá mais probabilidades de evitar possíveis complicações. Estas são algumas das mudanças pelas quais a sua vagina é afetada durante a gravidez:

Aumento da Secreção Vaginal

Um aumento no fluxo vaginal é uma das alterações vaginais mais notórias durante a gravidez. É causada pelos altos níveis de estrogênio e progesterona. Um aumento do fluxo sanguíneo pode contribuir para o aumento da secreção vaginal.

O fluxo vaginal durante a gravidez costuma ser fino, branco e leitoso. Pode chegar a ser mais espesso à medida que se aproxima da data do parto. Não deve cheirar mal, mas pode ter um odor que é mais notável do que antes. Se a secreção vaginal incomoda, ou tem outras características é preciso consultar o seu médico.

 

 

Aumento do Risco de Infecções Vaginais

Em alguns casos, o aumento da secreção vaginal indica infecção. As infecções vaginais são comuns durante a gravidez, em parte graças às alterações hormonais que alteram o equilíbrio do pH vaginal. As infecções vaginais comuns durante a gravidez incluem:

  • Infecções por leveduras ou fungos: durante a gravidez, as secreções vaginais contém mais açúcar e o pH vaginal é modificado, por isso torna mais frequente este tipo de infecções. Uma infecção por fungos não prejudicará o seu bebê, mas fará com que você se sinta mais desconfortável. Os sintomas de uma infecção por fungos incluem coceira vaginal, secreção vaginal que se assemelha com queijo cortado e odores ácidos, além disso, é possível sentir queimação vaginal.
  • Vaginose bacteriana (BV): de acordo com a Associação Americana de Gravidez, de 10% a 30% das mulheres grávidas terão umavaginose bacteriana. A condição é causada por um desequilíbrio da flora vaginal. O sintoma principal da BV é uma secreção cinza com um odor desagradável. A BV não tratada está elacionada com o trabalho de parto prematuro, ruptura das membranas, baixo peso ao nascer e aborto espontâneo.

     

  • Tricomoníase: esta infecção é transmitida através das relações sexuais com uma pessoa infectada. Pode causar complicações graves durante a gravidez, como o rompimento da bolsa de água prematuramente e, portanto, o nascimento prematuro. Os sintomas da tricomoníase incluem uma secreção malcheirosa, de cor amarelo esverdeado, coceira vaginal e vermelhidão, e dor durante a micção e sexo.

Aumento do Inchaço Vaginal

Para apoiar o seu bebê no crescimento, seu fluxo sanguíneo aumenta significativamente durante a gravidez. Não é raro que os lábios e a vagina pareçam inchados e sejam sentidos mais cheios. O inchaço e o aumento do fluxo sanguíneo também pode aumentar a sua libido e fazer com que você sinta mais desejo de ter relações, além disso, aumenta o prazer no contato sexual. As alterações hormonais e o aumento do fluxo sanguíneo também pode fazer com que a vagina e os lábios escureçam e adquiram uma coloração azulada.

Em alguns casos, o inchaço vaginal é causado por infecção. Se o inchaço vaginal é acompanhado de vermelhidão, ardência e coceira, nesse caso entre em contato com o seu médico.

Varizes

Suas pernas não são o único lugar onde podem aparecer varizes durante a gravidez. Também podem ocorrer nas áreas vulvares e vaginais. As varizes da vulvar são causadas por um aumento no volume de sangue e uma diminuição na forma como o seu sangue flui das extremidades inferiores.

As veias varicosas podem causar pressão, peso e desconforto na vulva e na vagina. Pode ajudar a aliviar os sintomas, aplicando uma compressa fria, elevando os quadris ao deitar e usando uma roupa de compressão. A maioria das varizes vulvares desaparecem sozinhas dentro de algumas semanas depois do parto.

Leia também: “Candidíase Vaginal Durante a Gravidez“.

Saúde Vaginal Depois Do Parto

Depois do estresse do parto sofrido pela vagina causado pela saída do bebê, haverá um pouco de inchaço, hematomas e dor. Pode ser doloroso ao urinar ou ter um movimento intestinal. Para a maioria das mulheres, estes sintomas desaparecem depois de algumas semanas. Pode demorar mais tempo se a vagina sofre rupturas durante o parto, ou se a pele entre a vagina e o ânus é cortada para ajudar a tirar o seu bebê (episiotomia).

O sangramento vaginal é comum durante duas a seis semanas depois do parto. O sangramento intenso que é vermelho brilhante e pode incluir coágulos de sangue, o que é normal durante as primeiras 24 horas depois do parto. Depois disso, a hemorragia deve diminuir gradualmente, alterando as características dos loquios. Ainda assim, você pode experimentar sangramento vaginal por até seis semanas.

Sua vagina, provavelmente será sentida ampla e elástica após o parto. Normalmente recupera grande parte da sua elasticidade no prazo de seis semanas. Os exercícios de Kegel e outros exercícios pélvicos realizados durante e depois da gravidez ajudam a aumentar o tônus vaginal e reduzem o risco de prolapso da vagina e órgãos adjacentes, como o reto e bexiga.

As mulheres que estão amamentando têm níveis mais baixos de estrogênio e são mais propensas a experimentar ressecamento. Os lubrificantes à base de água e cremes hidratantes naturais podem ajudar a aliviar os sintomas de ressecamento vaginal, tais como sexo doloroso, coceira vaginal e queimação vaginal.

Sua vagina desempenha um papel fundamental na gravidez e no parto, por isso merece uma atenção especial.

Aqui estão algumas dicas para manter a vagina saudável durante e depois da gravidez:

  • Seque sua área vaginal com um secador de cabelo com o ar ligeiramente quente após o banho ou nadar.
  • Limpe da frente para trás depois de ir ao banheiro.
  • Não faça duchas vaginais ou utilize almofadas ou tampões higiênicos perfumados.
  • Evite os sprays de higiene feminina ou os produtos de cuidado pessoal perfumados.
  • Use roupa ou roupa íntima mais soltas e de algodão.
  • Tome iogurte regularmente.
  • Reduza o seu consumo de açúcar.
  • Mantenha-se hidratada.
  • Coma uma dieta saudável e equilibrada e faça exercício físico regularmente.
  • Pratique sexo responsável.
  • Evite a constipação.

Consulte o seu médico quando tiver dúvidas sobre o fluxo vaginal ou outras preocupações vaginais. Alguns sintomas vaginais podem ser um sinal de um problema sério, por isso é melhor ser cautelosa.

 

 

Leia Mais!

Candidíase Vaginal Durante a Gravidez18 DE NOVEMBROCandidíase Vaginal Durante A Gravidez

Alterações Do Corrimento Vaginal Durante A Gravidez3 DE MAIOAlterações Do Corrimento Vaginal Durante A Gravidez

Como Tratar Uma Infecção Vaginal de Forma Natural?15 DE JULHOComo Tratar Uma Infecção Vaginal De Forma Natural?

Como Tratar o Ressecamento Vaginal do Pós-Parto11 DE JULHOComo Tratar O Ressecamento Vaginal Do Pós-Parto